A menina e o violão.

Não me olhe assim com esse olhar de quem sonhou a vida inteira em me encontrar, porque eu vou acreditar.

farther-feelings:

vintage & nature 




Send me a “<3” anytime for a promotion to over 16k active dashboards !

Você tem orgulho de ser quem é? Se existisse um espelho pra alma, você teria coragem de se olhar? Quando você se deita, sua consciência te deixa dormir em paz? Você tem mesmo consciência? Ferir alguém te fere? Você é gentil ou bom? Gentileza é o que quer que vejam. Bondade é o que você é. Depois que as luzes se apagam, as cortinas se fecham, a maquiagem é tirada, quem é você?

Quem foi que colocou essa tristeza na sua cabeça? Quem foi que disse que a vida não presta, e que o amor é ruim? Quem foi que tirou sua capacidade de pensar? Você se tranca no seu quarto, e diz querer conhecer o mundo, mas nem conhece o mundo que você é. Você quer abraçar quem está longe e se machuca, mas, ora, tanta gente machucada aí ao seu lado. Você diz que o amor é uma droga, mas você nem o conhece. Diz que tem saudade dos tempos antigos, que eram melhores. Mas você dizia a mesma coisa antes. Até quando você vai viver essa ilusão? Meu Deus, quem disse que você tem que forçar sorriso? Quem colocou na sua cabeça que é bonito ser saudável nos padrões de uma sociedade doentia? Ora, quando foi que você desistiu de ser você mesmo, e entrou pra “geração dos jovens pseudo depressivos”? Não, não julgo sua dor. Jamais. Mas, por favor, entende, é difícil ser feliz vendo as pessoas te abandonarem, mas é impossível ser feliz se abandonando.

Olá Drica.. eu também desejo fazer jornalismo, so to orando pra que Deus me diga se posso.. mas me diga o que acha dessa área?

Anonymous

Olá. Olha, se você quer ganhar muito dinheiro muito rápido, essa é a área errada. Você tem que se esforçar pra conseguir destaque na área. Não pense que com 2 anos de formada, tu estará na bancada do JN ou será editora-chefe do New York Times. Eu curso Jornalismo há pouco tempo e tenho gostado muito das matérias e de como o curso quebra alguns preconceitos que temos, as vezes sem perceber. Enfim, é uma área super bacana e que (como toda profissão) você precisa ser muito bom e ter força de vontade para se destacar!

Você faz faculdade?

Anonymous

Sim.

Teu tumblr é lindo, Garota!

carencian-do

Obrigada, lindeza!

Ganhei o livro “pó de lua”. Tô apaixonada!
eumechamoantonio:

Não espere a chuva passar. Ela pode levar a sua coragem.

— Quando a casca da ferida saiu, eu não era a mesma. Quando o pé pisou no mundo real e toda a fantasia foi ao chão, era como ser um estranho num novo planeta, mas o planeta sempre existiu, e o chão gelado não chegou perto da frieza no coração. Quando a lágrima caiu, relutante e tímida, como se tivesse se arrependido de sair do globo ocular, parou no meio do rosto sem força pra completar o caminho. O peito esburacado não bate devagar. É mito, é romantizar o desespero. Ele bate rápido, ansioso. Como se quisesse sair de dentro da gente e ir pra dentro de outro alguém. Alguém mais sórdido. Alguém não tão complicado. Alguém que não diga que não vai mais amar, alguém que simplesmente não ame mais. A fome se vai. Mas não pode ficar sem comer. É o que dizem. Não pode. Garfada por garfada, a vontade de vomitar chega, a comida se mistura á vontade de vomitar as palavras que ficaram ali engasgadas. Que se engoliu e desceram rasgando a garganta e o coração. Eu não sou a mesma, meu coração também não. Hoje remendado, medroso como uma criança que perde seus pais no supermercado, acuado e infantil, embora ainda bobo. É sempre ele mesmo, mas não é mais o mesmo.
— Comparo essa situação a uma pessoa qualquer na rua, que simplesmente come uma pimenta, sem saber do que se trata. Naquele exato momento da ação de relumbre em meio a multidão, confusão e transtorno criado por aquela pequena pimenta o cérebro grita - eu poderia ter evitado isso. Nesse exato momento, ao ouvir suas palavras menina, me encontro no lugar do cérebro, estava pensando alto - Eu queria não te entender. Mas não foi dessa vez, eu te entendo menina, eu vivo seu relato. Quando de uma cebola é arrancada todas as cascas, todas mesmo, até a erradicação do vegetal, ela morre. E já percebeu o que acontece com quem esta em volta? Todos choram. Nós somos cebolas. Não só eu e você, mas todos que compartilham a mesma história. Todo aquele que em seus coração são abertos fendas que levam tanto tempo para se fechar, que quando ele volta a bombear esperança, a própria não reconhece os caminhos do seu corpo por onde anda. Todos somos cebolas. E estamos expostos a um mundo que arranca nossas cascas, uma por uma, de uma forma dolorosa e impiedosa. Quando a ultima casca foi arrancada, quando eu olhei para os lados, e todos choravam, foi quando… eu vi que algo dentro de mim estava morto.

Cursa o quê?

Anonymous

Curso Jornalismo.

1 2 3 4 5 Próxima